Da Paraíba para Anita Garibaldi em busca do sonho no futebol feminino

Thaís Soares - 752

A busca pela realização de um sonho motivou Rafaelly Moura da Silva, de 11 anos, a mudar-se da cidade de João Pessoa, na Paraíba, para Anita Garibaldi, a mais de 3 mil km de distância. Desde a semana passada, ela integra a equipe de atletas do futebol feminino da Comissão Municipal de Esportes - CME anitense.

Tudo começou quando Rafaelly soube da Avaliação do Internacional em outubro de 2020. A família entrou em contato com a treinadora professora Marilei Lourenssi Oliveira, mas não foi possível que a atleta participasse, devido a fatores como a idade. Mas naquele mesmo mês, Rafaelly começou a treinar com a professora Marilei de forma on-line e iniciaram as tratativas para a vinda da atleta para Anita.

Na última semana, acompanhada dos pais Iran (Marretinha) e Rafaela, ela chegou a Anita sendo acolhida para morar com a família da treinadora Marilei. Uma experiência única e desafiadora, com relata Rafaelly: "Tenho saudade da minha família, mas sair de casa desde cedo faz parte da vida de jogador. Em primeiro lugar agradeço a Deus por essa oportunidade e a todos que estão me ajudando. Enfrentei muitos desafios na Paraíba, lá tinha que treinar com os meninos, porque não tem categoria de base para meninas. Estão me recebendo muito bem aqui em Anita, e aos poucos vou me acostumando com tudo novo e diferente, mas estou gostando muito, é um sonho que estou realizando".

Marilei ressalta o potencial de Rafaelly, o qual identificou desde os primeiros contatos de forma on-line. "Ela tem um diferencial e é um grande prazer tê-la em nossa equipe. Ela está morando conosco, tudo dentro da legalidade, é uma menina adorável e com um futuro brilhante. A base do Inter já está analisando ela e vamos treinar para que ela possa, assim como outras atletas de Anita, quando chegar à idade da base, estar fazendo parte do Clube", comentou a treinadora.

A mãe de Rafaelly destaca a confiança no trabalho desenvolvido pela CME de Anita e o desafio da distância da filha. "Para mim como mãe está sendo bem difícil, pois não é nada bom ficar tão longe de um filho(a), mas já tenho um pouco de experiência, pois o irmão da Rafa, Iran Júnior, hoje com 14 anos, também saiu logo cedo para viajar e morar fora para jogar futebol; Eu procurei pensar em primeiro lugar na felicidade e no sonho da minha filha e também em poder dar a chance dela ter oportunidade que eu não tive quando tinha a idade dela. Nossos corações de pais estão apertados de saudades, mas felizes em ver a felicidade da minha filha em busca de seu sonho e em saber que ela está em boas mãos, que será muito bem cuidada", relatou a mãe da atleta, que descreveu os desafios para o custeio da viagem. "A nossa viagem não foi nada fácil, pois as nossas condições financeiras não são muito boas, mas o pai dela, como é muito conhecido aqui na nossa cidade, buscou ajuda financeira e também fez até um empréstimo para podermos viajar".

A família de Rafaelly, bem como a treinadora Marilei, manifestam agradecimentos a todas as pessoas que ajudaram na viagem da família, hospedagem e estão apoiando. "Graças a colaboração de várias pessoas foi possível a vinda da Rafaelly, por isso agradecemos a CME, Prefeitura Municipal e as secretarias, prefeito João Cidinei da Silva, secretária de Assistência Social, Samara Zanoni Dutra, Monalisa Marin, Hotel e Restaurante Big Star, Supermercado Freski, Don Marco Pizza Delivery e a comunidade de Anita Garibaldi e da Paraíba que ajudaram", agradeceram.


Imagens




correiodoslagos

EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos