A importância do aprendizado de línguas estrangeiras

* Coluna- Língua & Linguagem

Por Fabiane Aparecida Pereira

  Vivemos em um mundo globalizado e marcado pelo desenvolvimento tecnológico e pela intensidade das relações culturais, comerciais, econômicas, políticas e sociais. Nesse cenário, a integração entre as nações é um fator imprescindível para que ocorram mudanças, diálogos, negociações e trocas culturais, acadêmicas e científicas. Todavia, por muitas vezes a barreira imposta pela língua se sobressai e determina o rumo das conexões estabelecidas entre as pessoas e os países. Nesse contexto, o aprendizado de línguas estrangeiras destaca-se como um diferencial de grande relevância para todos que desejam estar preparados para enfrentar desafios e encontrar maneiras de promover seu crescimento pessoal e profissional em meio à globalização.

  Estudantes, profissionais e a sociedade em geral estão cada vez mais conscientes de que o conhecimento básico ou o domínio de línguas estrangeiras como inglês, espanhol, francês, alemão, italiano, mandarim, entre outras, é fundamental para os relacionamentos interpessoais e, principalmente, para o acesso a cargos e remunerações melhores no atual mercado de trabalho cada vez mais competitivo e exigente. Em algumas áreas, essencialmente nas empresas multinacionais, o segundo idioma não é mais uma opção, mas um pré-requisito na seleção dos candidatos para cargos específicos. 

  O conhecimento de línguas estrangeiras é um diferencial que amplia a gama de possibilidades e oportunidades de ingresso em novos patamares profissionais e acadêmicos, tendo em vista que as habilidades e competências relacionadas ao domínio de idiomas são amplamente reconhecidas e valorizadas. Além disso, saber novas línguas é essencial para o desenvolvimento pessoal, para a comunicação em viagens, no contato com turistas, na interação com novas culturas e nas práticas de lazer, entretenimento, negócios e estudos.

  Marcelo Avila Saticg, professor de língua inglesa no Colégio Objetivo, de Lages, afirma: “Muitas portas se abrem depois que aprendemos um idioma estrangeiro. Já tive vários alunos que relataram sobre oportunidades profissionais e de lazer que foram muito melhor aproveitadas por conta desse conhecimento, como, por exemplo, um aluno que teve uma promoção e foi designado para uma viagem de trabalho à Europa logo no primeiro ano no emprego, justamente por ser o único com domínio em um idioma estrangeiro”.

  Nessa perspectiva, o incentivo e o estímulo para o aprendizado de idiomas devem ocorrer sempre e desde cedo, por parte da escola e das famílias, para que crianças e adolescentes tenham interesse e consciência da importância do estudo de línguas estrangeiras para sua formação, contudo, deve-se ressaltar que nunca é tarde para se aprender idiomas, pois pessoas de todas as idades podem começar a estudar a língua de sua preferência. A ideia inicial pode ser a de que é difícil conciliar o aprendizado com outras tarefas do cotidiano, porém, existem, atualmente, diferentes e variados meios de estudo, compatíveis com o perfil de aprendizagem e a disponibilidade de cada indivíduo.

  O tempo de aprendizado varia de acordo com a dedicação aos estudos, à prática e as características pessoais dos estudantes, mas, para que os resultados sejam positivos, é fundamental que ocorra a imersão na língua estrangeira por meio de materiais específicos, metodologia adequada e orientação de profissionais qualificados, seja em cursos oferecidos no Brasil ou no exterior. Além disso, o aprendizado pode ocorrer por meio do contato com jogos, músicas, filmes, materiais da Internet, em viagens e intercâmbios. 

  Finalmente, pode-se afirmar que o estudo de idiomas demanda muito esforço, dedicação, concentração e perseverança, por isso, para os interessados em conhecer e aprender uma língua estrangeira, a dica é não desistir diante das dificuldades e manter o foco em seus objetivos, pois a recompensa pelo empenho e pela persistência serão as conquistas e as novas perspectivas para o seu sucesso profissional e crescimento pessoal.

Fabiane Aparecida Pereira
Doutoranda em Linguística Aplicada (Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC)
Mestra em Estudos Linguísticos (Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS)
Pós-graduada em Metodologia do Ensino da Língua Portuguesa (Uniasselvi) 
Graduada em Letras - Língua Portuguesa e Língua Inglesa (UNOESC - Joaçaba) e em Letras – Língua Espanhola (Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC)




correiodoslagos

EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos