Gripe suína Influenza A (A1N1)

Jornal Correio dos Lagos

Fernando Junior Ambrosio

Gripe é uma doença respiratória transmitida de pessoa a pessoa, principalmente por meio de tosse, espirro ou de contato com secreções respiratórias de pessoas contaminadas (doentes). A situação epidemiológica no Brasil e no mundo passa pela circulação de um novo vírus a influenza A (H1N1), o que caracteriza como uma pandemia, com casos leves com baixa letalidade.

Com a chegada do inverno no hemisfério Sul, verificou-se o aumento do número de casos de infecção por este novo vírus e a circulação concomitante dos demais vírus de influenza (gripe).

A Secretaria de Saúde Municipais e Estaduais recomendam cuidados de extrema importância para prevenir doenças de transmissão respiratórias e evitar a gripe. São eles:

?æ Lave as mãos frequentemente com água e sabão especialmente depois de tossir ou espirrar; depois de usar o banheiro, antes de comer, antes e após tocar os olhos a boca e o nariz; seque-as com papel toalha.

?æ Ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente, descartável e jogue-o no lixo.

?æ Tussa ou espirre no seu antebraço, não em suas mãos, que são importantes veículos de contaminação.

?æ Mantenha os ambientes ventilados, principalmente em casa. Se possível recebendo luz solar.

?æ Adote hábitos saudáveis, com alimentação balanceada, líquidos à vontade e atividades físicas.

?æ Evite sempre que puder aglomerações, ambientes fechados e contato com pessoas doentes.

?æ Se estiver gripado ou resfriado mantenha distância das pessoas.

FIQUE ALERTO PARA OS SINAIS E SINTOMAS:

 

 

Se você tiver febre alta repentina e persistente (acima de 38º C), tosse e/ou dor de garganta, acompanhadas ou não de dores musculares e nas articulações, com ou sem sintomas gastrintestinais e dificuldade para respirar (dispnéia), procure uma Unidade de Saúde. Pessoas com idade superior a 60 anos e inferior a 2 anos, gestantes, portadores de cardiopatias, diabetes mellitus, hemoglobinopatias, entre outras doenças crônicas; apresentando os sintomas acima devem procurar uma Unidade de Saúde para uma avaliação clínica específica e criteriosa, por serem paciente imunodeprimidos (imunidade baixa).

É importante ressaltar que todos os pacientes que apresentarem o conjunto desses sintomas deverão também passar por uma avaliação clínica específica. Não se faz necessário apavoramento da população, trata-se de uma gripe como as demais, com a mesma forma de contágio e transmissão e a mesma letalidade, apenas com disseminação mundial do vírus.

Devemos trabalhar com a prevenção, utilizando a etiqueta da tosse, higiene e evitando contato direto com pessoas gripadas.

A influenza A (H1N1) tem como período de transmissão da doença para adultos, um dia antes até o 7º dia de início dos sintomas; para crianças (menores de 12 anos), um dia antes até o 14º dia de iní cio dos sintomas. Por esse motivo que se faz necessário o isolamento domiciliar, das pessoas confirmadas dos casos de influenza A.

 

Fonte Secretaria Municipal de Saúde de Anita Garibaldi - Caroliny Batista, enfermeira.

 




correiodoslagos

EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos