Plantas aquáticas chamam atenção no lago da Usina Garibaldi de Abdon Batista

Lucas Drum/ Rádio Cultura

Em operação desde 2016, a Usina Hidrelétrica Garibaldi registra pela primeira vez no reservatório do lago, a presença de plantas aquáticas.

Embora a espécie não seja tóxica, a presença delas é expressiva e pode gerar danos nos equipamentos da usina. 

Porém, como são provenientes do Rio Caveiras de Lages e chegou até a região ocasionados pelo aumento no volume de chuvas e correntes de ventos, não encontraram condições para se proliferar em razão da qualidade da água do lago da usina, ou seja, não têm risco de desenvolvimento descontrolado. 

O jornalismo da Rádio Cultura buscou a assessoria Ambiental da CTG Brasil, empresa acionista da UHE Garibaldi, que identificou tratar-se de macrófita aquática, na qual acreditam que o fenômeno deve encerrar seu ciclo nas próximas semanas com a secagem das plantas.

Imagens



correiodoslagos

EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos