Pai de sangue e de coração, amando com a mesma intensidade

10 Agosto 2018 11:57:00

Thaís Soares - 618

Ser pai. Frase sinônimo de vários sentimentos e lembranças. Não é verdade? Além disso, tem muitos significados.

Há vários adjetivos que definem esses pais, que assumiram a maravilhosa responsabilidade de dar a vida em todo o contexto a seus filhos e ser a base da família.

Há diferentes pais, não apenas na questão física, mas existem pais de sangue e de coração.

Eliton Nathanaél da Silva Fernandes, de 37 anos, morador de Anita Garibaldi, é pai das duas formas, mas o amor é igual.

Quando começou a namorar com sua atual esposa, Vanusa Borges, ela era mãe de Manuela, fato que não interferiu em nenhum momento na relação dos dois, pelo contrário. "Sobre minha esposa ser mãe, isso jamais atrapalhou, pois temos que olhar para frente e sempre procurar o melhor para nós de uma forma que nos faça felizes", comentou Eliton.

A relação dele com Manuela, que se tornou sua filha de coração, foi muito boa desde o início, como destaca: "A minha relação com a Manu é a mais linda que existe entre um pai e uma filha. A gente descobre que na vida os verdadeiros pais nem sempre são aqueles que nos concebem, mas os que nos criam e nos acompanham ao longo de toda a vida com amor e carinho, e é isso que sinto pela Manuela. A gente se conheceu ela tinha 8 meses, foi amor de pai por filha a primeira vista na minha mente e no meu coração. Eu não me vejo como simplesmente um pai que criou ela, mas sim como pai verdadeiro, como se ela fosse desde o princípio minha filha e, com certeza, estarei sempre pronto no que ela precisar como pai verdadeiro", relatou alegremente.

Há 1 ano e 5 meses ele recebeu a notícia de que seria pai novamente, agora biológico. Elisa veio para tornar a vida do pai Eliton ainda mais feliz. "A chegada da Elisa só veio incrementar e encher o coração de amor e carinho. A sensação de ser pai é algo inexplicável, a gente sente uma vontade de sorrir, de chorar."

Perguntado se em sua opinião há diferença em sentimento de ser ou não pai biológico, ele afirma que: "No meu pensamento, em particular na minha vivência com as meninas (Manuela e Elisa), o sentimento é igual. A única diferença é que a Manuela tem 7 anos e a Elisa 1 ano e 5 meses, então o cuidado com a pequena é maior, mas no coração e na mente o carinho, o amor e a gratidão de ser pai delas é o mesmo, pois as duas são minhas filhas e serão para sempre".

Hoje aos 37 anos de idade, ele relata que começou a ter contato com seu pai aos 16 anos. "Sou filho de mãe solteira, que me criou com muita educação. Hoje tenho mais contato com meu pai e com meus irmãos."

Ele que trabalha como contador, descreve que os filhos vêm para amadurecer a vida dos pais com mais responsabilidade, com o desafio de educar. "Os pais desempenham na vida dos filhos um papel primordial. Nos dias de hoje, os pais são fundamentais na criação dos filhos com valores, servindo como base para a vida deles. Quanto aos filhos na vida dos pais, eles nos ensinam que ela é cheia de responsabilidades, das quais devemos nos organizar para uma vida toda, porque por muitos anos eles vão depender de nós para que estejam preparados para os desafios do mundo de hoje", justifica.

Eliton conta que sempre quis ser pai. "A gente sempre quer construir uma família para que possamos cuidar com amor e carinho. Tive sempre um desejo de ter filhas mulheres, e um desejo de cuidar, de cativar. Elas ficam contando as horas para que eu chegue em casa, então recebo abraços bem carinhosos. A paternidade te traz um gigante amadurecimento, sinto que é uma continuidade da vida, que existe pessoas (filhas) que são minha prioridade, acho que depois que viramos pais enxergamos o mundo com mais clareza", descreve com muito afeto o pai de Manu e Elisa.




correiodoslagos


EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos