Epagri explica os benefícios do silo secador com sistema de ar forçado

Divulgação - 721

A Epagri - Empresa de Pesquisa e Extensão Rural de Santa Catarina por meio de seus extensionistas rurais vem fomentando junto a agricultores da região a tecnologia de baixo custo que visa o beneficiamento e armazenamento de grãos na propriedade rural, trata-se do silo secador com sistema de ar forçado que promove a secagem lenta do produto garantindo a manutenção da qualidade do grão armazenado. O sistema apresenta baixo custo de investimento e promove economia nas despesas da propriedade que utiliza grãos próprios para fabricação de ração fornecida aos animais (carne, leite, ovos, etc). A construção do silo é fácil e simples podendo ser executada por mão de obra local que tenha um mínimo de experiência em assentar tijolos.

Os silos secadores podem ser projetados para armazenar de 100 a 2.500 sacos de 60 kg de grãos, tendo a possibilidade de ser construídos conjuntos de silos para aquelas propriedades com maior demanda do produto. No dimensionamento dos silos secadores é importante observar a relação altura x largura, ou seja, a altura da massa de grãos nunca deve ultrapassar 65% da largura total do silo (diâmetro). Esta relação juntamente com o número de dias estipulado para secagem da massa de grãos será responsável pelas dimensões do ventilador e potência nominal do motor, que juntas determinarão a eficiência técnica e econômica do equipamento. Para o dimensionamento do ventilador e potência do motor utilizado no sistema de ar forçado é importante ter informações sobre o período em que geralmente o produto é colhido. As características ambientais do local onde o grão é produzido e armazenado podem interferir no tempo de secagem, e períodos de alta umidade do ar podem ser prejudiciais à prática retardando a secagem dos grãos. Os grãos podem ser colhidos com umidade de até 24% e têm o tempo limite de 15 dias para atingir a umidade recomendada de armazenamento, sobre pena da perda de qualidade do produto final. Para o uso do silo secador o produto deve estar limpo e íntegro, grãos quebrados e resíduos de palha e sabugo podem agregar umidade a massa de grãos e por este motivo a importância da pré-limpeza antes do enchimento do silo. Para esta prática a Epagri tem orientado os agricultores a utilizar batedores ou trilhadeiras de grãos que apresentam boa eficiência a baixo custo, com rendimento de até 60 sacos/hora. Para agricultores que necessitam de um maior rendimento na pré-limpeza existem máquinas próprias no mercado.

Levantamentos realizados pelos extensionistas rurais da Epagri demonstram que o produtor rural gasta entre R$ 6,00 a R$ 12,00 para transportar, beneficiar e armazenar um saco de milho fora da propriedade rural, este mesmo serviço se realizado na propriedade utilizando-se do silo secador com sistema de ar forçado tem custo médio de R$ 2,15 por saco de 60 kg, gerando economia que se aproxima a R$ 6,85/sc. Em algumas obras realizadas na região foi constatado que o investimento se paga a partir do 3º ano de existência, sem contabilizar os ganhos na conversão animal proporcionados pela qualidade do produto fornecido na ração.

O silo secador a ar forçado de baixo custo é mais uma das tecnologias incentivadas pela Extensão Rural da EPAGRI que visa agregar valor ao produto, reduzir a dependência por serviços externos a propriedade e melhorar a rentabilidade das atividades agrícolas no Estado de Santa Catarina. Algumas linhas de crédito e políticas públicas que estão disponíveis aos agricultores catarinenses podem ser empregadas para o investimento, procure o escritório da Epagri mais próximo e busque maiores informações.


Imagens



correiodoslagos

EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos