JC: Justiça e fé não costumam falhar

Edson Varela - 741

"Desde o começo tinha confiança e acreditava na justiça. Não poderia o sistema ser injusto com uma pessoa que não desviou recursos, não agiu com dolo e não cometeu irregularidades contra o erário público". Palavras do prefeito reeleito João Cidinei no dia seguinte à goleada obtida no TSE, onde os ministros por 7 a 0 deram provimento ao Agravo de Instrumento que lhe garantiu a elegibilidade e, por consequência, todos os efeitos disso para validar a candidatura e os votos obtidos em 15 de novembro.

O resultado que sacramentou a decisão das urnas saiu exatamente na véspera de completar um mês da eleição, no dia 14 de dezembro. Interessante que a 3.ª instância da Justiça Eleitoral (TSE), acabou confirmando aquilo que o magistrado da 1.ª instância apontou. O Juiz José Antônio Varaschin Chedid, titular da 52.ª Zona Eleitoral, interpretando a ação do Ministério Público que pedia a impugnação da candidatura de João Cidinei, havia decidido a favor do prefeito. Houve recurso ao TRE/SC e decisão contrária naquela instância, com recurso ao TSE.

E foi a inteligência do recurso no TJ/SC com liminar tornando sem efeito a sessão da Câmara de Vereadores que rejeitou suas contas de 2018 que resolveu o caso. Embora confiasse na inteligência da interpretação dos julgadores e na competência de seus advogados, João Cidinei não se desgrudou da fé. No domingo, 13, lá estava ele na missa, porque a oração ajuda e a fé não costuma falhar, como cantava Gilberto Gil.


Extrato da decisão do TSE que garantiu o segundo mandato a JC

TRANSIÇÃO EM ANITA - Reeleito e pronto para assumir o segundo mandato, João Cidinei administra a sua própria transição. A Prefeitura entra em recesso nesta sexta-feira, dia 18. Antes, pretende pagar o 13.º dos servidores e com dinheiro já contingenciado para a folha de dezembro. O recesso se mantém no começo do novo mandato, com apenas a Secretaria da Educação iniciando os trabalhos no dia 10 de janeiro, para planejar o ano letivo.

EQUIPE DE JC - Podemos antecipar o primeiro secretário confirmado na equipe de João Cidinei da Silva para o segundo mandato, embora boa parte dos comissionados vá continuar atuando com ele. Trata-se de Julinho Pinheiro, que se elegeu vereador pelo PL. João Cidinei quer Julinho com ele tocando a Secretaria de Planejamento e áreas afins. Além de manter um aliado de todas as horas na equipe, a providência abre espaço ao primeiro suplente do PL na Câmara. 


Julinho Pinheiro não assumirá na Câmara, mas tocará o Planejamento do Paço no novo mandato

QUEM NA CÂMARA? - Jardel Suppi, que foi o nono vereador mais votado em Anita, mas que por causa da legenda ficou como primeiro suplente do PL, assumirá na Câmara desde o princípio. Jardel Suppi vai para o Legislativo com o chamamento do vereador eleito, Julinho Pinheiro para o colegiado de João Cidinei.


Jardel Suppi, com esse nome de craque, vai assumir na Câmara na vaga de Julinho

MELHOR ASSIM - Anitense daqueles bem alheio a lado partidário, mas atento ao embate político deste ano dispara: "Foi melhor ter acontecido isso e ele (João Cidinei) conseguido validar os votos. Se tivesse uma nova eleição eles iriam se digladiar numa disputa que não agregaria para Anita. Pelas lições, omissões e maiores noções, ele tende a fazer um mandato melhor". O colunista pensa da mesma forma!

PRESIDENTE OLIVEIRA - Embora respeite a autonomia da Câmara, pela voz que tem dentro do PL, o prefeito reeleito João Cidinei quer o vereador Oliveira Conrado, o mais votado com 409 votos como presidente do Legislativo. "É um reconhecimento à lealdade desde o princípio do Oliveira, considerando também que ele foi o mais votado e tem conhecimento do funcionamento da Câmara", aponta o prefeito. 


Oliveira Conrado nesse registro com a deputada Carmen e o prefeito JC. O vereador mais votado deve ser o presidente da Câmara

OBRIGADO, CAMPO BELO! - Pelo menos para este espaço, daqueles que tentaram se tornar prefeito em Campo Belo, o único que acenou um agradecimento ao eleitorado foi Dauri Fernandes (MDB). Fez questão de agradecer os 842 votos conquistados, numa eleição absolutamente franciscana, onde gastou menos que muito candidato a vereador (tudo com prestação de contas). Dauri disse que torce pelo êxito da prefeita eleita porque, antes da questão política, ele quer Campo Belo do Sul se desenvolvendo e que respeita imensamente o desejo do eleitor escolhendo Claudiane Pucci. No geral, Dauri Fernandes gostou da peleia de campanha na sua estreia na política, e mantém o projeto de fortalecer o MDB para futuros projetos em Campo Belo.


Dauri Fernandes: Torcida por Campo Belo e agradecimento aos eleitores que lhe deram 842 votos

CONTRA A COVID-19 - Prefeita Milena Lopes integrou comitiva da Fecam que esteve no Instituto Butantan, assinando a carta de intenções para que os municípios catarinenses acessem a vacina Coronavac que está sendo produzida em parceria daquele instituto paulista com o Laboratório Sinovac. Presidente de dois consórcios (Saúde da Amures e Cincatarina), a prefeita de Vargem tem voz nessas definições para que a vacina, tão logo liberada pela Anvisa e produzida pelo Butantan, chegue aos municípios para imunizar a população contra a Covid-19.


Milena com o catarinense Vinícius Lummertz, governador Dória e outras autoridades da Fecam no ato realizado no Instituto Butantan

MAIS R$ 100 MIL - Recursos que, às vezes chegam, a partir de articulações de novos aliados para os municípios. É o caso do deputado Ivan Natz que colocou R$ 100 mil na lista de emendas impositivas para ajudar Vargem. Prefeita Milena estava no gabinete do deputado confirmando os recursos que atenderão ações na área de infraestrutura.


Prefeita Milena no gabinete do deputado Natz e a garantia de mais R$ 100 mil para obras em Vargem

ANITENSES EM LAGES - Novamente anitenses são bem tratados pelos eleitores lageanos nas urnas. José Osni (Podemos) e Aldori Freitas (MDB) que nasceram nestas terras de Anita Garibaldi conquistaram mandato na Câmara de Lages. Lembrando que Lages já teve até prefeito nascido aqui, no caso Elizeu Matos.

O QUASE NAS URNAS - Diz a máxima que 'as vitórias das batalhas são contadas pelos vitoriosos'. Mas no viés da política carece de fazer um registro sobre o bom desempenho dos não vitoriosos aqui na Região dos Lagos. Pegamos dois exemplos para evidenciar que, mesmo com boas gestões, o acirramento da disputa torna o jogo muito equilibrado. Em Vargem, a prefeita Milena se reelegeu com 38 votos de vantagem sobre Peixe (1.181 a 1.145 votos). E apesar do bom modelo de gestão em Abdon Batista, o candidato do prefeito Lucimar Salmória, o Dile, venceu com míseros 44 votos de diferença, o adversário Abelha Filho (1.137 a 1.093 votos). Nos dois casos, qualquer vinte e poucos votos que migrasse de um lado para outro, teria resultado em outro resultado. E quem não chegou na frente pode ter preparado caminho para uma chegada mais adiante! 


Abelha Filho (PSD) e o resultado que não passa vergonha. Apenas 44 votos a menos que o adversário do MDB








correiodoslagos

EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos