Coluna Política

Campo Belo: MDB firme na peleia

Edson Varela - 710

Trocamos dois dedos de prosa com o prefeiturável do MDB de Campo Belo do Sul, Dauri Fernandes. Na pauta, a indagação sobre certo recolhimento dele em relação ao processo eleitoral. "O MDB está no páreo. Mas o jeito de atuarmos é diferente. É baseado no respeito, no diálogo. Exercitamos muito isso". Segundo Dauri, existem três realidades em relação ao projeto do MDB em Campo Belo do Sul.

Esse aparente recolhimento tem certa pertinência, mas decorre única e exclusivamente do respeito às pessoas, evitando-se postura de contato maior, em nome da segurança de todos em tempos de pandemia. A outra realidade é de que há um diálogo permanente com lideranças do partido em nome daquele projeto desenhado lá no começo. "Não haverá candidatura de cima para baixo. Ela precisa brotar e ganhar envergadura primeiramente dentro do grupo. E há diálogo nesse sentido, ouvindo lideranças e filiados", aponta o pré-candidato do MDB.

Dauri Fernandes destaca ainda a terceira realidade dentro do projeto que é a articulação com lideranças de outras siglas. "Ninguém vence eleição sozinho. É preciso costurar um projeto, com espaços, mas dentro de uma realidade viável. Você não pode chamar parceiros somente para vencer a eleição. É preciso ter pessoas ajudando no início e durante a caminhada". Aponta que não é momento de muita exposição por causa da Covid-19. "Mas seguimos conversando de lideranças empresariais a pessoas mais humildes, porque todos têm importância no projeto", resume o emedebista.


Dauri relata sobre a costura do projeto pelo MDB em Campo Belo

PSDB OU PSL? - Lembram que meses atrás houve um assédio ao prefeito Ondino Medeiros para que migrasse do PSDB para o PSL? Governador Carlos Moisés o convidou pessoalmente, acenando parcerias e tudo mais. Diplomático, Ondino ouviu, dialogou, mas optou por seguir entre os tucanos. Assim, nesse foco de reeleição (ele é pré-candidato) a busca de um segundo mandato pelo PSDB. Aliás, considerando as chamuscadas que o governador Moisés vem enfrentando, certo fez o prefeito Ondino de, com diplomacia, agradecer o convite e seguir no PSDB.


Comitiva de Celso Ramos até trocou uns pedidos com o governador Carlos Moisés e o presidente do PSL no Estado, deputado Schiochet, mas nada de troca partidária

PSL NOS LAGOS - Líderes do PSL de Campo Belo do Sul e Anita Garibaldi, Guilherme Manfrói Peixe e Henrique Menegazzo, trocaram dois dedos de prosa no final de semana. Ambos são pré-candidatos a prefeito em seus respectivos municípios e estão nesse compasso de espera sobre a eleição deste ano. Engenheiros agrônomos com formação no CAV, ambos trocam ideia até sobre pontos em comum de planos de governo que pretendem levar adiante no projeto eleitoral.


Menegazzo e Guilherme Peixe na prosa em Anita, meio à distância, por causa do protocolo da Covid-19

CEM MIL PARA VARGEM - Deputado Federal Rodrigo Coelho (PSB) pulverizou recursos de emendas parlamentares no Estado. A partir de uma articulação do vereador Roberto Mendes Spolti, na divisão do bolo das emendas, coube um montante de R$ 100.000,00 para o Fundo de Saúde de Vargem. "É resultado de uma audiência que fizemos em Brasília para garantir esse aporte", confirma o Presidente da Câmara.

NEGATIVAS NECESSÁRIAS - "Essa verba e outras que prefeita, vice e demais vereadores pleiteiam, chegam ao município se as certidões negativas estiverem em dia", cita o vereador Roberto Spolti. Daí a necessidade da renegociação da dívida com o INSS, decorrente do não repasse dos percentuais devidos desde 2016 pela Câmara. "Não é uma opção colocar em dia. Somos obrigados a essa providência sob pena de prejuízos ao município".


Vereador Roberto Spolti (esquerda) com a tarefa de, juntamente com colegas, superar ?imprevistos? herdados no comando da Câmara de Vargem

ALÉM DO INSS - Não bastasse aqueles R$ 309.011,44 não recolhidos ao INSS desde 2016 pela Câmara de Vargem, há outra dor de cabeça no caminho. Está sendo apurado também o não recolhimento de Imposto de Renda decorrente dos encargos salariais de servidores e vereadores. Tudo dinheiro que precisa ser resolvido para que Prefeitura e Câmara não fiquem negativados com a União.

AINDA SOBRE ELAS NOS LAGOS - Em abril destacávamos a força da mulher na política aqui na Região dos Lagos, nessa perspectiva de candidaturas nesta eleição. Mas se registre que em Anita, Abdon e Vargem não há mulheres eleitas vereadoras na eleição de 2016. Se em Capão Alto, além da Sadiana temos a professora Jana Mortari Freitas do mesmo PSD e, em Celso Ramos, a vereadora Alessandra de Matias (PSDB), os três municípios citados não colocaram nenhuma mulher entre os eleitos. Destaque-se que a dona Joce Correa ficou em 10.ª numa lista de nove eleitos em Abdon e tanto a Janete Mantovani (PR) quanto a Inelvi Oliveira (PSDB) ficaram com dona Geni (Zenir Carlotto) e Maria Guedes apenas entre os 20 mais votados, mas sem vagas conquistadas em Vargem. Aqui em Anita apenas a Vonite de March ficou entre os 20 mais votados, mas sem chances de estar na lista de eleitos. Como 30% das vagas de candidaturas são delas, é oportuno que ocupem também espaços entre eleitos, até porque a mulher impõe mais respeito e produtividade no parlamento. E isso ninguém pode negar!

POR SINAL - A professora Enia Scheuermann é uma das esperanças de vaga para as mulheres na Câmara de Anita Garibaldi. Na eleição passada ela obteve apenas 55 votos, ficando no distante 26.º lugar na lista com o resultado da eleição à Câmara. Como assumiu a Secretaria da Educação, conseguindo mostrar seu estilo de trabalho, por certo angariou maior apoio e adesão. Desincompatibilizada da Secretaria, ela atua como Diretora de Cultura até o final deste mês de maio, quando deixará a função para buscar uma das nove vagas em Anita.


Professora Enia ficou em 26.º lugar na disputa à Câmara concorrendo pelo PL. Nesta eleição tenta estar entre os nove eleitos

ANITA A CELSO - João Cidinei não aguentou a pressão por causa da condição do trecho anitense em pandarecos da SC-390. Na primeira semana de maio se viu na obrigação de colocar máquinas e homens para melhorar o lado de Anita da estrada. O prefeito diz que está tentando marcar uma reunião com o governador Carlos Moisés para tratar do assunto. Mas por certo as encrencas dos respiradores deixaram o governador sem tempo para outras demandas. João Cidinei quer levar a proposta da retomada da obra pela empresa Planaterra, a partir da simples autorização do Estado. O pagamento vê depois!


João Cidinei nessa videoconferência no comando da Amures e a demanda da estrada com o Governo

ANITA 2020 - Colhendo algumas informações sobre o processo eleitoral em Anita, há certo cenário de isolamento do prefeito João Cidinei. A forma como teria tratado o atual vice Tadeu Furtado (não lhe dando espaço no governo) levaria lideranças de outras siglas a pensar duas vezes antes de aceitar o mesmo cargo (de vice) para um segundo mandato. Mas João Cidinei garante que tem parceiros para a peleia. Por enquanto temos quatro pré-candidaturas amarradas (João Cidinei pelo PL, Tadeu Furtado no PSD, Rosane Rodrigues pelo MDB e Henrique Menegazzo via PSL) e alguns diálogos de bastidores para aquilo que João Cidinei já nos disse mais de uma vez: "No final eles todos se unem para disputar contra mim e tentar me derrubar".

EM TEMPO 

O TSE informou nesta semana que, salvo algum agravamento da pandemia, a eleição está mantida, assim como todos os prazos previstos na legislação eleitoral.


Tadeu Furtado é uma das quatro pré-candidaturas em Anita





correiodoslagos

EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos