João Cidinei pode ir à reeleição?

Por Edson Varela - 702

Porque existe vida depois dessa pandemia que domina o noticiário, seguimos com conteúdo sobre a política no mundo dos Lagos. Foco é a sucessão municipal. Em âmbito de Anita, por exemplo, se você conversar com o prefeito João Cidinei ele não titubeia: é pré-candidato à reeleição e nada o desviará desse propósito. Apesar de tal otimismo e postura, há suspense por causa das contas não aprovadas até agora.

O prefeito crê que julgadores do TCE/SC entenderão que as fraquezas na gestão decorreram do caos encontrado. E se as contas vierem com recomendação pela aprovação, os vereadores não teriam coragem de rejeitá-las. Assim como não teriam obrigação de aprová-las, caso venha recomendação pela rejeição. A indefinição nas contas somada a uma ou outra ação que o prefeito responde poderiam levá-lo à inelegibilidade? Não há resposta segura a essa indagação. Mas é provável que algum reflexo dessas questões não chegue a tempo de brecar o registro de candidatura. Ou seja, é bastante provável que o ginete esteja no páreo à reeleição.

Com João Cidinei buscando mais um mandato, teríamos um cenário. Como o próprio prefeito aponta, seria uma espécie de 'todos contra ele'. Eventualmente se ele não concorrer, a indefinição aumentaria ao ponto de termos de quatro a cinco candidatos. Tadeu pelo PSD; PT apostando no Zezo; MDB acreditando em Rosane Rodrigues; Além do PSL, num cenário que atiçaria até lideranças com menos viabilidade, na crença de que numa briga política de facão no escuro, alguém sairia vivo depois das urnas para governar Anita.

CAMPO BELO 2020 - Antes de fechar a coluna trocamos dois dedos de prosa com o prefeito em exercício, Ivan Bueno (sem partido) sobre seu destino político depois da desfiliação do PP. Disse-nos que aguarda o retorno de José Tadeu Martins (Doutor Tadeu) para um diálogo. Ivan Bueno não dá como absolutamente definido, mas a gente sente uma tendência de ele ingressar no PSD. Porém, fica claro que se for para essa sigla, só o faria para integrar um projeto majoritário. "Já saí de lá (do PP) porque senti que não teria espaço", diz o prefeito em exercício de Campo Belo.


PDT DE CAMPO BELO - Porque há uma eleição aberta e imprevisível em Campo Belo do Sul, esse cenário desperta motivação nas lideranças dos vários partidos. É o que acontece, por exemplo, com o sempre forte PDT. O partido realizou reunião para encaminhar convenção. Presidente do PDT, vereador Cristiano Rodrigues, indagado a respeito, confirma que a sigla tem pré-candidato a prefeito e a vice. Há nomes em condições de encarar esse desafio como Miro Belau, Sandro Messias da Silva, Fabiana da Silva e o Gilberto da Silva. Também há nominata de possíveis candidatos a Câmara de Vereadores como Lori Renato, Thiago Varela, Sandra Rodrigues, Vanessa da Silva, ainda o popular Ademirzinho, além de outros nomes. Está aí um partido a ser considerado na hora de formatar qualquer projeto majoritário em Campo Belo do Sul.

MAX É PRÉ EM CAMPO BELO - "Tem gente que não pregou um prego para ajudar Campo Belo e está se colocando como pré-candidato a prefeito, então vamos encarar esse desafio proposto pelos nossos companheiros porque temos serviço prestado". Palavras do ex-vereador Max Branco de Moraes que foi indicado pelo PSDB como pré-candidato para suceder a Doutor Tadeu. Trocamos dois dedos de prosa com Max que disse ter lançado ao grupo o desafio de lançar uma boa nominata de candidatos a vereador. Sobre composição, Max Moraes admite que uma coligação natural seria com o PP. "Mas vamos organizar o nosso projeto e deixar para essas conversações acontecerem mais adiante". 


MDB ÀS VERAS NOS LAGOS - Pré-candidatos às prefeituras de Anita Garibaldi e Campo Belo do Sul, Rosane Rodrigues e Dauri Fernandes, respectivamente, participaram de curso de orientação sobre a campanha. Ouviram orientações de especialistas e dialogaram com líderes emedebistas como Pinho Moreira e os Maldaner. O roteiro previsto para a Região dos Lagos nesta sexta-feira, 20, precisou ser adiado por causa do coronavírus.


FILIAÇÃO NO CERRO - Chega à coluna o registro da adesão do vereador Francisco Cerginel Rodrigues, o Chiquinho do Dino, que trocou o PSD pelo PT. Ele substitui Gilmar Duarte, o Girma, em licença médica por causa daquele acidente no esporte. Chiquinho é um dos reforços do PT para o enfrentamento eleitoral deste ano em Cerro Negro.


MP EM VARGEM - As atividades de vereadores de Vargem seguem na mira da Promotoria. Promotor de Justiça Leonardo Fagotti Mori pediu informações à Câmara para instruir procedimento contra o vereador Tadeu Bortolini. Ele foi denunciado por um colega de PSDB pelo uso de diárias sem ter permanecido em Florianópolis naqueles dias em que estava sendo remunerado para a viagem. A Promotoria pede ao presidente Roberto Mendes Spolti que detalhe o teor da sindicância em andamento contra Bortolini. O vereador já argumentou em sua defesa, mas o MP quer entender a dinâmica do ocorrido. Já havíamos noticiado procedimentos do MP envolvendo a aquisição de notebooks em desacordo com o edital, a questão da possível apropriação indevida de recursos do INSS pelo vereador Adriano Padilha e ainda o fato da rejeição das contas do ex-prefeito Peixe de 2012. E agora mais esse inquérito envolvendo diárias. Vargem está dando muito trabalho à Promotoria de Campos Novos.

TOCO NO PL - Terceiro vereador mais votado na eleição de 2012 pelo PP, o popular Toco está de casa partidária nova. Foi convidado e aceitou se filiar ao Partido Liberal. "Ele fará parte do nosso projeto", aponta a prefeita Milena Lopes focando a disputa em Vargem. 


'PODEMOS' EM VARGEM - Presidente da Câmara de Vereadores de Vargem, Roberto Mendes Spolti, não assina mais como filiado ao PSB, sigla pela qual se elegeu. Ele solicitou desligamento do partido. Filia-se ao Podemos do presidente Paulinho Bornhausen, que liderava o PSB.

ESTIAGEM NOS LAGOS - "Nada de Coronavírus, minha preocupação é com a estiagem". Reação de um produtor rural assustado não apenas com a falta de chuva normal desde dezembro, mas com a previsão de que antes da metade de abril não vai chover com regularidade. Região dos Lagos vive realidade ainda mais preocupante porque tem o predomínio de pequenos produtores. E muitos desses por causa da burocracia ou dificuldades, não têm acesso a seguro agrícola. Uma espiada no nível da água do rio Pelotas, evidencia a situação. Há pontos que é possível passar a pé, entre as pedras. Prefeito Tito Freitas foi conferir a situação e contabilizar perdas. Em Capão Alto, a quebra na safra de milho e feijão pode chegar a 50%. E as perdas em valores superam R$ 20 milhões, segundo estimativa do próprio prefeito Tito. "Se não chover regularmente, daqui a pouco poderemos ter animais morrendo de sede". 

SOBRE O CORONAVÍRUS? - Que Deus tenha piedade de todos nós!





correiodoslagos

EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos