Projeto ‘Conhecendo Nosso Município’, de Celso Ramos

Celso Ramos

81.JPG

No mês de agosto de 2016 houve a formação continuada com a professora Magna Regina Barp trabalhando o tema “Projetos”.
Durante três meses as atividades ocorreram de forma produtiva e no dia 23 de novembro aconteceu o encerramento com a participação de pais, professores, alunos e comunidade em geral. Estiveram presentes a professora Magna e a representante da ENERCAN, Alexsandra Antoniazzi.
O dia foi de muitos compartilhamentos, onde os alunos explicaram como foi o trabalho em sala e o que realmente aprenderam. Trabalhando com projetos o professor pode desenvolver diferentes tipos de conhecimento que incentivam novas buscas, descobertas, compreensões e reconstruções do conhecimento.
E, portanto, o papel do professor deixa de ser aquele que ensina para criar situações de aprendizagens, cabendo ao professor realizar as mediações necessárias para que o aluno possa encontrar sentido naquilo que está sendo aprendido.
“Vimos o envolvimento de todos com resultados positivos, foi um dia de mostrar que trabalhar com projetos da certo e estimula a integração da escola, família e comunidade, pois uma completa a outra. Agradecemos a ENERCAN pelo patrocínio, a professora Magna pela dedicação e atenção quando solicitada, a Secretaria Municipal de Educação pelo apoio, enfim, a todos que nos ajudaram para uma melhor condução dos trabalhos”, comentou a direção da escola.
“Você nunca sabe que resultados virão de sua ação. Mas se você não fizer nada, não existirão resultados”. (Mahatma Gandhi)
Aconteceu no N.M.E.B. Santo Antônio a culminância dos projetos que estavam sendo trabalhados, cujos temas em pauta eram: Horta Escolar, Velho Casarão, Renovando o Bosque, Academia, Produção Açucareira e Derivados e Construção.
Esses temas foram escolhidos depois das turmas fazerem expedições e conversas sobre o que mais lhes chamou atenção. Confirmando assim no dia 25 de novembro que a aprendizagem acontece quando o aluno vivencia as experiências e consolida seus conhecimentos.
Agradecem a ENERCAN que sempre está junto apoiando as escolas, a EPAGRI sendo parceira através de seus representantes e a Secretaria de Educação que sempre está apoiando, as pessoas que fizeram parte, através das entrevistas, a todos um agradecimento especial. Aos pais que prestigiaram seus filhos, as professoras pela dedicação e aos alunos e alunas pelas apresentações.
O colégio estadual teve suas apresentações, também. Os 6° anos 1 e 2 apresentaram o projeto: “Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca”. Tema: “Água” 
No primeiro momento os alunos fizeram uma expedição para conhecer a nascente do Rio Marmeleiro, na propriedade de Angelir Búrigo. Lá, juntamente com os professores, os alunos tiraram suas dúvidas com a Angela. Logo após esse levantamento, construíram uma maquete com o trajeto percorrido do Rio Marmeleiro. Todas as disciplinas realizaram as atividades envolvendo o tema do projeto, um trabalho interdisciplinar. Fizeram levantamentos com os moradores sobre o nome Marmeleiro, visitaram a CASAN, tiveram palestras com a extencionista Elisandra e a bióloga Olga. “Foi bom trabalhar com essas turmas, pois na culminância deste projeto todas as expectativas foram superadas”, disseram.
O 7° ano apresentou o tema: Moinho, tendo como título o trabalho: Processamento de alimentos.
Os alunos dos 7° anos realizaram a expedição ao moinho do Sr. João Maria das Graças Riberio, na comunidade de Lage de Pedra. Através da expedição e do tema delimitado, foi possível realizar um trabalho interdisciplinar, envolvendo todas as áreas do conhecimento e alguns conteúdos programados para o decorrer do ano. O moinho visitado foi um dos poucos que restaram no município de Celso Ramos.
Os 8° anos 1 e 2 apresentaram o tema: Olaria, tendo como título o trabalho: Conhecendo a trajetória da Olaria.
Os alunos realizaram a expedição na Olaria Pelozatto, e a partir da visita estudaram vários assuntos em todas as disciplinas. O projeto teve como objetivo conhecer a trajetória da Olaria. Desde a matéria-prima até o funcionamento das máquinas e a conclusão do tijolo. Os alunos tiveram aproveitamento positivo no decorrer do projeto, porque aprenderam com histórias locais e finalizaram com a exposição dos trabalhos, aprimorando o conhecimento de todos.
O 9° ano trabalhou com o Projeto Deficiência x Inclusão. Eles visitaram a APAE, conheceram as dificuldades e limites dos alunos e a estrutura da mesma.
Após a visita, estudaram o tema em todas as disciplinas, elaboraram maquetes e desenvolveram atividades concretas que foram apresentadas na culminância do projeto. Para encerrar, os alunos irão até a APAE aplicar essas atividades e passar uma manhã brincando com eles.
Este projeto fez com que os alunos percebessem que as dificuldades não passam de pequenos obstáculos diante da realidade dos alunos inclusos.
O secretário de Educação, Claudiomiro Barbosa, agradece a todos os alunos, aos professores pelo empenho em pesquisar, realizar e apresentar as atividades, aos pais que estiverem presentes nas apresentações e a todos que ajudaram. Foi um sucesso!

Imagens



correiodoslagos


EDITORIAS
1547797947.jpg

Rua Frei Rogério, 405, Sala 2, Centro, Anita Garibaldi, CEP 88590-000
Fone (49) 3543-0260

Redação: redacao@jornalcorreiodoslagos.com.br

Comercial: comercial@jornalcorreiodoslagos.com.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Correio dos Lagos